Top 5: Momentos em “Hakeldama” de roer as unhas

Top 5: Momentos em “Hakeldama” de roer as unhas

Assim como as frases do episódio, todos os momentos foram de arrancar os cabelos, desde Jaha tentando convencer as pessoas sobre a Cidade da Luz até vermos Murphy largado na estrada, suspirando de alivio em seguida ao perceber que era só uma emboscada. Inclusive, adoramos a interação Murphy e Emori, não é mesmo? E para deixar tudo mais interessante, vamos ver quais foram os selecionados arduamente para o Top 5 Momentos do episódio “Hakeldama”:

 

1. O massacre. A visão é horrível, todo têm de concordar. Eram mais de 300 guerreiros dispostos a proteger um povo que não era o deles. Sob o comando de Indra e Lexa, os Grounders estavam ali apenas para ajudar, e Pike, com mais dez homens – o que inclui Bellamy – fizeram Mount Weather quase parecer bobagem. O que Abby fala ao ver o retorno deles é exatamente o pensamento de muitos: “Dez contra 300. Como isso é possível?” Foi um choque para Clarke e Lexa ver aquela cena de morte poucos quilômetros de Arkadia, e desesperador ver que Indra poderia morrer ali. Foi um choque perceber que a jurisdição, por assim dizer, de Pike seja tão radical, e sem sentido. Por mais que os Grounders já tenham atacado o Povo do Ceu antes, foi formado uma aliança agora, e Lexa não é nem louca de piorar as coisas com Clarke. E as bombas começaram as ser soltas logo no inicío do episódio: quem sofreu no começo, estava acabado no fim.

 

2. Saída de Octavia. Nossa Blake Girl é o máximo, e já sabemos disso. Desde a primeira temporada ela tem crescido na série, e nada mais óbvio do que ela ser totalmente independente do irmão. Quando Kane a chama e pede ajuda, ela sabe que é sério, e ela sabe que sua decisão é estar indo contra o Chanceler, e também contra Bellamy, mas a garota não parece mais se importar com o que o irmão vai achar, e não hesita um segundo a ir atrás do povo que um dia lhe estendeu a mão para que se tornasse uma deles. “Nasci para isso”, foi o que ela disse ao ex-Chanceler, e o que antes sentimos por ela estar agindo de maneira estúpida com o menino Lincoln, sorrimos e agradecemos por ela ser mais autentica que a maioria em Arkadia. Queremos mais da rebeldia da menina O, ainda mais agora que ela está do lado de fora, juntamente de Lexa e Clarke, e Lincoln está confinado. Se ela vai atrás dele com tudo o que pode? Esperamos ansiosamente que sim, sim, sim!

 

3. Bellamy e a Guarda. Quando vemos Bellamy voltar ao amanhecer junto com os outros oito e Pike, todos sujos de sangue e com aparência cansada, nos sentimos perdidos em relação ao garoto. Aprendemos a amá-lo nas duas temporadas passadas, sem nenhum esforço, para ele nos deixar revoltados com apenas dois capítulos. Sua conversa com Pike pode até ter criado uma centelha de esperança, até porque ele aceita mas não concorda com alguns termos do novo Chanceler, e ainda deixou Indra viva em meio ao massacre do TriKru, mas essa mesma centelha foi destruída quando ele aceitou o casaco da Guarda, o mesmo que ele tinha entregado a Kane episódio passado, sendo novamente um membro da segurança. Entendemos com esse ato de que ele é absolutamente de acordo com o que Pike prega, e vai fazer de tudo para proteger o Chanceler, atém de estar totalmente disponível para qualquer coisa que o homem quiser fazer, é o que a Guarda faz. E, com isso, nossa apreensão em relação à ele é maior do que tudo, só resta esperar para saber qual vai ser a próxima do garoto Blake.

 

4. Lincoln bate em Bellamy. Todo e qualquer Grounder está basicamente sob ameaça do povo da Arkadia, que sob o comando de Pike, têm colocado as garrinhas de fora. Lincoln, por mais que esteja ajudando sempre que pode, e pensando mais nos outros do que nele, está sob o mesmo perigo. Quando Pike decide confinar todos os Grounders do acampamento, inclusive os moribundos, que precisam de cuidados constantes, ele se revolta, e não permite que tirem a garota que mal pode se mexer da maca, e automaticamente é barrado Shawn, o mesmo que receber Jaha no portão, e ele não hesita um segundo antes de descer o braço do arkadiano. Fica ainda mais interessante quando Bellamy tenta impedi-lo de continuar batendo no rapaz, e leva um soco do Grounder, também. E a melhor parte se define quando Bellamy NÃO REVIDA o soco, como com certeza faria se fosse, ainda, a primeira ou segunda temporada. Não por ser Lincoln, mas pelo garoto não aceitar que lhe colocassem abaixo sem levar alguns com ele. Lincoln, ali, prova que é capaz do que for preciso pra tentar defender os seus, da mesma forma que Octavia age, e ainda mais se achar estar certo. Mesmo em desvantagem.

 

5. Bellarke. Esperamos, esperamos, e esperamos e quando Bellarke chega NÃO é como imaginávamos. Quando Clarke pede/implora para que Octavia leve-a para dentro, nossos corações deram pulinhos de alegria com a chance de uma conversa entre os dois, como há muito a gente não vê. E aí Bellamy a recebe com as famosas pedras nas mãos, levanta a voz e até mesmo diz que é melhor que ela não esteja no comando, porque quando isso acontece “pessoas morrem“. Se ele pegou pesado? Muito. O que todo mundo esquece é que ninguém ali tem mais de 18 anos, e que por mais que não pareça, Clarke foi forçada a crescer depois que desceu junto com os outros 99 delinquentes. Ela assumiu o comando por ter voz ativa, e espírito de liderança. E quando Bellamy dá a entender que ela não é uma boa comandante, nossos corações que antes pulavam de ansiedade se partem e nós somos incumbidos de juntar os caquinhos. E esses caquinhos se partem ainda mais quando ele se abaixa pra vê-la, ela com cara de choro, e então ele a algema. Morremos, nesse episódio, porque claramente o garoto está perdido. Ambos lutam pelo povo, mas eles têm opiniões divergentes demais pra conseguirem se entender com uma simples conversa de dez minutos. Sofremos com isso, e continuaremos sofrendo, porque agora ela deve guardar mágoa do garoto, o que não deve ser nada bom nessa situação.

 

O episódio foi muito mais do que esperávamos, e deixou – como se fosse possível – ainda mais questionamentos. Raven vai se juntar a Jaha e se tornar uma venerante da Cidade Luz? Murphy e Emori vão sobreviver aos Grounders que o encontraram? Qual vai ser a posição de Lexa perante o pedido de Clarke? E a não-concordância de Indra com isso, como fica? Talvez sejam respondidas do próximo capitulo, “Bitter Harvest”, que sai nesta quinta-feira, 25. Não perca!

 

© Texto: Dheel Hauptmann – Equipe The 100 Brasil – Não reproduza sem os créditos.