Top 5: Momentos OMG do episódio “Wanheda: Part two”

Top 5: Momentos OMG do episódio “Wanheda: Part two”

Que episódio foi esse?! Não sei como isso é possível, mas The 100 só faz subir no meu conceito, esses dois primeiros episódios da terceira temporada causaram tantas emoções no fãs e trouxeram consigo a promessa de uma grande temporada, se não a maior da série até o momento. “Wanheda: Part Two” foi um episódio frenético, que diferente da premiere da temporada, não teve a necessidade de situar os personagens e por conta disso nos proporcionou diversos momentos de tirar o fôlego, fazendo com que a função de destacar apenas 5 deles seja quase impossível.

1. Heda is back!!!

 Muitos já sabiam que a Comandante dos Grounders estaria de volta nesse segundo episódio, afinal, “Heda is back” foi tendência mundial no Twitter grande parte do dia em que “Wanheda: Part Two” foi exibido. Porém, independente do seu shipp, não é possível negar que esse foi um momento eletrizante e surpreendente, que realmente arrepiou os cabelos do seu dedo midinho (se é que eles existem). Com apenas três episódios de intervalo, um beijo transformou-se em uma bela cuspida! (Talvez a Clarke achou injusto ter sido a única a tomar banho e decidiu molhar a Lexa um pouco). Em uma coisa temos que concordar, nunca vimos nossa protagonista com tanta raiva, juro que foi quase possível enxergar fumaça saindo do seu nariz. Além de todo o “Bitch” que a Clarke falou para a Lexa, entre outras coisas, a cena também nos trouxe váris revelações, como a que nosso raptor Roan é o príncipe Azgeda, o que nos faz questionar o que um príncipe de uma nação precisa fazer para ser expulso do seu próprio povo. Porém a maior pergunta de todas, a questão que não quer se calar é: como é que eles sobem aquela torre? Afinal, eles não utilizam tecnologia e não gosto nem de imaginar a quantidade de lances de escadas que são necessários para chegar até o topo do prédio, só de pensar já fico cansada.

2. Reencontro Bellarke

A cena pode falar por si só, todo o episódio construiu a cena que deixou muitos com lágrimas nos olhos, definitivamente não é possível expressar o que essas pessoas sentiram com palavras, para você saber o que foi isso só assistindo a cena, se ainda não fez isso, vá agora. Certo, foi uma cena com menos de 1 minuto de duração, mas foram baitas segundos de emoção pura. Ver a nossa protagonista demostrando alguma emoção, depois de quase dois episódios inteiros praticamente “estoica”, foi maravilhosamente doloroso. Os atores Bob Morley e Eliza Taylor estão de parabéns pela a emoção que nos passaram apenas através de olhares (e que olhares!!). Novamente, independente do seu shipp, é impossível negar que foi uma cena poderosa e de quebrar o coração. Sem falar na sequência dessa cena, que por si só já merecia um lugar nesse top 5, porém é mais prático e justo fazer com que a cena em que Bellamy fala, ou praticamente grita “We can’t lose Clarke!” (nós não podemos perder a Clarke) divida esse segundo lugar. Essa cena nos faz ter noção do quanto Bellamy se encontra perdido por não ter sua co-líder ao seu lado e o quanto ele têm reprimido seus sentimentos nesses três meses. Uma coisa a ser chamada atenção é a amizade criada entre Monty e Bellamy nesse intervalo de tempo, já que ambos sabe pelo o que o outro estão passando, ambos sabem qual a sensação de cometer um genocídio. Quem teve seus olhos cheios de lágrimas na cena do reencontro, possivelmente derramou uma lágrima nessa sequência (Bellamy, cuidado, seus sentimentos estão transparecendo).

3. Roan Vs Ice nation

Não seria The 100 se não tivesse ação e quem melhor para nos dar isso do que o novo grounder Roan? Todas as cenas que Roan e Clarke compartilharam foram ótimas, mas aquela luta de espadas realmente se destacou, sem falar em todo o momento Legolas em que Roan derruba seu adverário com um flecha. Temos que admitir que mesmo depois do modo errado que Roan começou, ao sequestrar a nossa protagonista, ele nos fez gostar dele, ao menos um pouco; sem falar no interessante personagem que ele demonstrou ser e no quanto ele nos promete para essa temporada, afinal ele é o filho da ice queen!

4. City of light

A cidade de luz é um mistério para os telespectadores desde a metade da segunda temporada, mas ela nunca foi tão enigmática quanto em “Wanheda: Part Two”, afinal, ela realmente aparenta ser uma cidade moderna, uma cidade de verdade. Mas o mais surpreendente e o que deixou todos com os pelos arrepiados e assustados foi a A.L.I.E. com todo o seu “Também não há morte na Cidade de Luz” ao mesmo tempo em que vimos o mesmo cara que a Emori matou alguns momentos antes, e ele estava ali, vivinho da Silva, e como se não bastasse isso para nos assustar, ele estava “normal”, com nenhuma deformação no rosto.

5. Jasper e Octavia

Certo, o Jasper agiu como um verdadeiro idiota em “Wanheda: Part One”. Mas é em “Wanheda: Part Two” que vemos ele se desmoronar pela falta que Maya faz em sua vida. E quem melhor do que seu primeiro interesse amoroso para consolá-lo? Não existe mais romance ali, porém amizade é o que não falta, foi na frente de Octavia que ele se permitiu chorar. Talvez depois de encarar seus demônios de frente o Jasper possa melhorar o seu comportamento e começar a colocar os seus pedaços de volta juntos, pois isso é necessário, ele se encontra realmente todo quebrado. Espero que um dia ele perdoe aqueles que ele não perdoou, como o seu melhor amigo, Monty (os corações que batem por Jonty esperam por esse momento desesperadamente).

 

Se você amou esses momentos, não vai querer perder “Ye Who Enter Here” que é o próximo episódio de “The 100”.

  • Synetsu

    Eu confio na competência deles, mas… Está bem claro a ideia que eles estão passando de que a cidade da luz é um lugar imaginário livre de defeitos que, provavelmente só pode ser alcançado com algum chip ( aquele que jaha ofereceu ao murphy? ) quem sabe… Espero que não seja apenas isso, porque seria muita viagem, mas por enquanto está se encaminhando facilmente para esta conclusão.