Top 5: Melhores Momentos em “Echoes”

Top 5: Melhores Momentos em “Echoes”

É OFICIAL! O mundo vai realmente acabar em The 100. Pelo menos é o que parece estar acontecendo, conforme as dicas sutis no capítulo “Echoes”. Estamos basicamente ansiando pelo próximo, porque não tá dando pra aguentar. O primeiro episódio dessa quarta temporada nos leva de volta, de certas formas, para a primeira temporada, onde eles nem sabiam o que os aguardavam, e mesmo assim lutavam com tudo o que tinham. Acho que agora será no mínimo parecido. Mas, vamos ao que interessa: aqui pra vocês, o Top 5 Melhores Momentos desse episódio que acabou com a gente! E cuidado, ALERTA DE SPOILER!

 

1. Nostalgia. O momento entre Harper, Monty, Jasper e Raven em Arcadia foi ou não foi a coisa mais nostálgica que vocês já viram? Eu me senti tão absurdamente feliz e aliviada sobre esses quatro! Mas, claro, ao mesmo tempo preocupada, porque por trás de toda a felicidade têm aquela aura de tensão que não largou a gente em momento nenhum até agora. Mas ainda assim, esse quarteto é uma coisa que não sei explicar, é muito amor. Mesmo que cada um tenha lá seus problemas, são absolutamente ótimos juntos! E a atmosfera de realização por salvar o mundo outra vez era tão perceptível que foi impossível não sorrir. Até mesmo com Jasper.

 

2. Echo. Essa cena é aquele tipo de trecho que cria aquela expectativa que faz a gente sentar na beiradinha da cadeira e colocar as unhas entre os dentes de nervoso. Sabemos muito bem que as habilidades de luta da Octavia são surpreendentes, mas a rapidez e agilidade da Echo ao matar a Embaixatriz do Conclave foi absolutamente brilhante. Tenho pena da embaixatriz, porque perto de uma mulher com aquela força, até Roan não pode ser páreo. E convenhamos, não foi a primeira vez – e duvido que será a última – que as cenas de luta e batalhas nos deixam de queixo caído. Vide luta Roan vs. Lexa.

 

3. Kane e Indra. Marcus conquistou um espacinho em nossos corações que cresceu cada vez mais ao longo da segunda e terceira temporada. Ele foi de grande ajuda e teve um papel importantíssimo na tentativa de pacificação com os Grounders, além de estar ativo na junção dos Skaikru com o povo da terra. Nesse meio tempo ele e Indra – my queen – criaram um laço de amizade que sempre nos deixou com o peito quentinho de amor. Quando eles se veem depois de toda a confusão da IA, e se abraçam para selar ainda mais a amizade e reforçar a aliança que eles têm me deu aquele sentimento de alegria sem precedentes! É quase uma irmandade, que a gente reconhece e torce por sempre!

 

4. Jasper. We need to talk about Jasper. Esse garoto deixou a gente de cabelos em pé na temporada passada por simplesmente querer que as coisas entrem na cabeça dele à força. Ele lidou de uma maneira bem prjudicial à morte da Maya, e deixou todos a sua volta com raiva, estressado, ou no mínimo preocupado. Juro que eu achei que no último capítulo ele pudesse ter percebido que tinha agido como um total idiota, ainda mais com os comentários gentis da Raven/A.L.I.E. Mas podemos perceber que não. Primeiro ele tenta se matar, mas Monty inocentemente atrapalha os planos do garoto. E então, como se já não estivéssemos preocupados o suficiente com seu estado, ele ri diante de uma notícia que representa o fim de tudo. Como lidar com uma criatura dessas? Alguém pode, por favor, dar um choque de realidade nele e fazê-lo ajudar?

 

5. Trégua. Agora vamos falar sobre Polis. É claro que a situação ia ficar muito difícil por lá, desde que Jaha fez com que todo mundo fosse um dos alienados (sem a intenção real do trocadilho) da IA, o que fez por consequência que muitos Grounders morressem nas mãos de Lexa, Clarke ou subindo a torre. Com os nervos à flor da pele, e gritando por sangue – quem viu sabe que eu tô falando sério – Roan teve que ter um jogo de cintura pra lidar com Clarke pedindo trégua, o povo pedindo morte e Echo pedindo – nas entrelinhas – que ele deixe-a reinar. A situação não tá fácil pra ninguém, mas é claro que nossa garota teve seus próprios trunfos pra jogar na mesa. E aí, Roan vai realmente manter a palavra apenas por agora ser o Guardião da Chama? Afinal de contas, tudo o que todos merecem é apenas um pouco de trégua depois de salvar o mundo outra vez.

 

Vale a pena e a curiosidade esperar até o dia oito para saber mais sobre como vai se desenrolar essa situação toda. Enquanto isso, só recomendo cuidar das unhas, monitorar a frequência radioativa e cuidar com o fogo! HAHA Fique ligado, o próximo episódio é o “Heavy Lies The Crown”, que promete muito! Não perca!

 

© Texto: Dheel Hauptmann – Equipe The 100 Brasil – Não reproduza sem os créditos.