Top 5: frases destruidoras de “Stealing Fire”

Top 5: frases destruidoras de “Stealing Fire”

O décimo episódio, “Stealing Fire”, deixou-nos derrotados. Eu senti muito pela morte do Lincoln e ri bastante com Murphy e o seu medo de perder a cabeça, literalmente. Foi um episódio que nos deixou sem reação, sem chão e sem acreditar, também. Sem mais delongas, vamos dar uma olhada na seleção difícil do Top 5 Frases desse episódio pós-hiatus maravilhoso. E cuidado, alerta de spoilers!

 

1. “Todos nós vamos [proteger o povo do céu]. Lexa nos fez jurar”. Gente, o menino Aden é a coisa mais fofa que eu já vi, de verdade, e o fato dele ser tão seguro de si me matou. A expressão de Ontari quando levantou a cabeça dele, sentada no lugar que ela pensa ser dela, foi desestruturante. Volta, Aden!

 

2. “Eu venci”. Essa frase minúscula nos traz de volta ao episódio que Nia morre. Ela não pode fazer nada naquele momento que Lexa joga aquela lança, e ela sentiu que ali ela perdeu a batalha. O sorriso que ela dá à Titus ao dizer que venceu nos diz que agora ela sente que a guerra é dela. E com aquele sorriso ela nos diz que não vai desistir, e vai passar por cima de todo e qualquer um que cruzar seu caminho.

 

3. “Pela primeira vez na vida, isso não é verdade”. A discussão entre Octavia e Bellamy dura desde sempre. Nessa terceira temporada as coisas só pareceram aumentar de tamanho e com as decisões que Bell tomou a garota só se afastou. Nem é preciso dizer que a frase da Blake acabou com o restinho da relação tranquila e amorosa que ele poderiam ter. Meus sentimentos aos irmãos.

 

4. “Eu o protegerei com a minha vida”. Clarke se tornou oficialmente a Guardiã da Chama, que também pode ser chamada de comandantes passados. O fato dela estar procurando por Luna nos deixa ansiosos, mas ela terá alguns probleminhas porque Lincoln não pode mais lhe ajudar. A menina Griffin vai precisar realmente proteger aquela IA com sua vida, porque Roan está indo atrás dela.

 

5. “Octavia é do meu povo”. A interação entre Indra e Octavia começou turbulenta, mas as duas se deram bem logo de cara. A guerreira grounder quis treiná-la, colocou-a como segunda em comando, desertou-a e então, quando Octavia lhe estendeu a mão, ela aceitou e agora está de volta. Não como a Grounder que conhecemos uma vez, mas por considerar a menina Blake como parte do Tri Kru, nós sabemos que ela tá voltando, e estamos bem mais que felizes por isso. Saudades, Indra!

 

O episódio foi maravilhoso e destruidor ao mesmo tempo, mas não seria assim se não fosse The 100. Queremos mais, e vem mais amanhã (07), com “Fallen”, o episódio dez da terceira temporada. Não percam!

 

© Texto: Dheel Hauptmann – Equipe The 100 Brasil – Não reproduza sem os créditos.