Top 10: melhores frases de “Perverse Instantiation”

Top 10: melhores frases de “Perverse Instantiation”

Entre mortos e feridos ESTAMOS VIVOS! Nunca um fim de temporada me deixou tão acabada. Nem a primeira e segunda temporada, por quem eu nutro um amorzinho e proteção me deixaram tão aflita, agoniada ou nervosa. Eu perdi minhas unhas e o fôlego várias vezes durante as duas partes. As partes em que eu parei e disse: “gente, para, vocês vão morrer” não foram poucas. Para, então, compensar meu desespero e por não ter feito o Top 5 Frases na semana passada, eu resolvi fazer o TOP 10 MELHORES FRASES das duas fucking partes de “Perverse Instantiation”, esse episódio que mal conhecemos e já consideramos pakas. Vem ver, rapidinho e, cuidado! Alerta de spoiler!

 

1. “Porque queremos o mesmo. Inserir a Chama em Ontari”. Só não chamamos a Clarke de louca porque louca ela já é. Roan e Clarke são dois insanos, se querem saber, porque o plano que eles têm para chegar perto de Ontari, que, se eles não perceberam, tem a Alie na cabeça, é lunático. Achei a ideia boa, mas lunática mesmo assim. Principalmente porque sabíamos como Polis estava naquele exato momento. Ai, esses planos…

 

2. “Então trarão a Chama diretamente para nós”. A parte engraçada dessa frase, talvez, seja o fato de Ontari ser a pessoa a chamar a Alie 2.0 de Chama, ainda. Todos consideravam-na como a segunda IA, mas a grounder ainda via aquilo como a Chama. Essas ilusões. O fato triste, então, fica pela parte que não sabíamos que o delator era Jasper.

 

3.“Eu confio em você” “Eu acredito em você”. As duas frases, ditas em momentos totalmente diferentes em si, mas tão parecidos, são de Clarke e Bellamy. De novo, isso não é ship, é apenas apreciar o reconciliamento de uma antiga amizade, lealdade. Senti saudades da cumplicidade que eles partilhavam, e dessa fé que tinham um no outro ainda na primeira temporada. Fico feliz por estarem conseguindo recuperar o tempo perdido!

 

4. “Clarke está sempre em problemas”. Murphy é, definitivamente, a melhor e mais irônica pessoa nessa série toda. Se você não gosta dele, sinto muito, porque ele tá muito ocupado reclamando da vida para dar bola para isso. Apesar de tudo, ele é a pessos mais autêntica entre eles, em quem você pode confiar sua vida, que se for o certo ele vai ajudar, até mesmo bombear um coração para você sobreviver.

 

5. “Não é o único tentando salvar quem você ama”. A verdade é que todos eles estavam lutando por alguém. Indra, por exemplo, pelos grounders que morreram naquela batalha que Pike armou. Bellamy lutou por Octavia e por Clarke, e por todos os cem e o povo da Arca que ali estava. John Murphy não admitiu, mas lutou por Emori e pela sua salvação. Isso ficou bem claro no abraço que ele deu nela quando tudo acabou.

 

6. “Fiquei do lado errado por vingança”. Pelo menos Bellamy reconhece isso, antes tarde do que nunca. Sofremos pelas escolhas dele por muitos e muitos episódios, e agora o rapaz reconhece que fez bobagem, permitiu que muitas coisas acontecessem por bobagem, por orgulho ferido, por achar que tinha a razão. Nós estamos aqui para te apoiar, afinal de contas, garoto Blake!

 

7. “Alie nos protege de nós mesmos”. Isso, sim, me assusta bastante. Alie protege apenas a si mesmo, mesmo que, como um software bonitinho programado para ajudar a humanidade, não saiba disso. Alie dá ao ser humano aquilo que ele quer, alívio da dor, mas não o que ele precisa. O cerne do problema começou aí.

 

8. “Só a mente em controle [de si mesma] pode operar o desativador”. É bem lógico que apenas alguém com Chama, sendo ela uma Alie evoluída, poderia desativar a primeira IA. É ainda mais lógico que a Alie 2.0 fosse uma atualização “consciente” do que a primeira era, deixando que as pessoas pensassem e agissem da forma que achassem melhor, apenas interferindo na questão de fazer o bem a todos. Ela é tão mortal e violenta quanto a primeira, mas de uma forma muito mais organizada e centrada do que a Alie de vestidinho vermelho.

 

9. “Você não alivia a dor… você a subjuga”. Alie não sabia agir de forma correta por apenas encobrir as coisas ruins da vida das pessoas. Fazia-as esquecer daquilo que não lhes fazia bem, mas o cerne do ser humano é aprender com seus próprios erros e com os erros dos outros. Esconder a dor, ou esquecê-la, no fim das contas, nunca foi a solução.

 

10. “Só mais um dia em terra firme, né”. Desde que pisaram em terra firme – We’re back bitches! – os cem, e depois os moradores da Arca, sofreram. Passaram pelos ataques silenciosos dos grounders, então de Anya, passaram pelos homens da montanha, por Mount Weather, e de novo pelos grounders. Então vem Alie. Murphy estava corretíssimo em sua frase, porque foi mais um dia de salvação coletiva entre eles, né.

 

A terceira temporada deixou a gente acabadinho, e também bem curioso. O que houve com Luna, afinal e contas? E com Indra, que foi torturada por Kane, após salvá-lo? E Jaha, o que vai ser dele, agora que ele acordou e se deu conta de todo o lixo que fez com todos – porque sim, ele é o causador humano de tudo –? A quarta temporada já tem muitas perguntas pra responder, e nós não podemos nos aguentar de tanta ansiedade pra que ela chegue logo. Vem, querida!

 

© Texto: Dheel Hauptmann – Equipe The 100 Brasil – Não reproduza sem os créditos.