The 100 | Review – 4×05: The Tinder Box

The 100 | Review – 4×05: The Tinder Box

Once again Arkadia has fallen!

O que até então parecia ser a única alternativa que garantiria, de fato, a sobrevivência da raça humana após uma nova, e mais forte, onda de radiação, foi destruída diante dos olhos de todos. Todo o trabalho e material empregado foi jogado por água abaixo, deixando SkaiKru e Azgeda sem a única vantagem que garantira a sobrevivência do seu povo.

Em meio a uma intensa negociação, graças ao alerta de Octavia de que o exército de Roan estava indo em direção à Arkadia, Clarke havia conseguido chegar a um denominador comum com o rei, prometendo dividir a nave quando o tempo fosse propício, salvando metade de cada povo (Azgeda e SkaiKru). Uma solução paliativa e de última hora caso os experimentos com o Sangue da Noite não surtissem o resultado esperado. Roan já havia desacreditado das palavras da Clarke ao descobrir sobre os reparos da nave e, por isso, como um rei que se “preocupa” com o seu povo, buscou garantir a melhor vantagem. As alianças foram destruídas e a rivalidade entre as duas nações se mostrou bastante evidente nesse episódio, principalmente quando Azgeda foi encurralada pelos homens da Arca.

A maior preocupação de Arkadia naquele momento era garantir a paz e evitar um derramamento de sangue desnecessário, melhor, evitar uma guerra desnecessária com Azgeda, conhecendo qual seria o destino de todos dentro de poucos meses. Todos sabiam que essa missão para descobrir como produzir o Sangue da Noite era uma ação na qual eles não poderiam depositar todas as suas esperanças, uma vez que Becca levou anos para descobrir a combinação perfeita, e mesmo com todas as informações mais ou menos acessíveis, eles teriam pouquíssimo tempo para produzir o material em grande escala. Por essa razão, a preocupação com o ataque de revolta de Riley foi tão explorado. Um ataque ao rei resultaria na temida guerra e em mortes desnecessárias e, provavelmente, numa nave destruída numa retaliação futura, ou completamente tomada pela Nação do Gelo deixando os Arkadianos a ver navios.

A queda de Arkadia se deu num momento de vingança, um ato impulsivo de Ilian, que culpa SkaiKru de ter matado a sua família durante a dominação da Alie. O garoto se aproveitou da condição de Octavia para infiltrar-se em Arkadia e ter acesso à tecnologia que ele tanto desprezava. E mesmo com toda a explicação de que aquela ação não resultaria em nada, só em destruição, feita por Octavia, não teve efeito e lá se foi a mínima solução para sobrevivência.

Enquanto o caos se instaurava na floresta, Abby, Jackson e Raven trabalhavam nos documentos e arquivos de Becca sobre o Sangue da Noite, mas sem muito sucesso. Abby não estava conseguindo combinar as células sanguíneas aos componentes do Sangue da Noite como Becca fizera, algo estava faltando. Em meio a um acesso, que não entendi muito bem como aconteceu, Raven conseguiu decifrar informações contidas no seu cérebro (resquícios da permanência da Alie) e encontrou a peça que estava faltando.

A solução para combinar os dois tipos de sangue era a gravidade. Na Terra era impossível completar a combinação, como Abby tanto tentou. Mas sob a influência a gravidade zero, eles teriam uma chance. Mas como voltar ao espaço? Mais um pouco de esforço cerebral e Raven descobre um foguete pronto e em ótimo estado para a aventura. Aparentemente eles terão uma chance de produzir a solução que os salvará da radiação. Mas será que só sobreviver será o necessário? Como irão se alimentar e se hidratar com tudo contaminado?

Vamos torcer para que Raven ainda esteja viva para ajudar nessas soluções.