Stephen King, um dos autores mais ilustres da atualidade, se declarou viciado em The 100

Stephen King, um dos autores mais ilustres da atualidade, se declarou viciado em The 100

Se um dos mais notáveis escritores de conto de horror e ficção de sua geração declara seu amor a uma série pós-apocalíptico, você sabe que deve ser bom. O autor americano, Stephen King, cujo livros já venderam mais de 350 milhões de cópias, que está por trás dos best-sellers O Iluminado, Louca Obsessão, It – A Coisa — que são pequenos fragmentos do seu trabalho, desde que ele escreveu 57 romances e mais de 200 contos.

Talvez, após ter emergido de uma maratona ou de uma das suas sessões sobre distúrbios alimentares, recentemente ele usou o Twitter para compartilhar o seu entusiasmo com The 100, cuja 3ª temporada teve sua estréia em janeiro e foi renovada para uma 4ª temporada.

“Totalmente viciado em The 100. Rigoroso e propulsivo,” ele tuitou e entrou em detalhes sobre porque achou a série tão convincente.

“Você pensa, ‘Eles realmente não estão indo lá, estão?’ E então eles vão. Na 3ª temporada.”

Com isso, ele repetiu uma review da A.V Club sobre o episódio 16 da 2ª temporada “Blood Must Have Blood: Part Two”

“Poucas séries conseguem ultrapassar os limites de compromisso moral e de uma forma que seja legitimamente difícil. Breaking Bad fez isso. The Sopranos fez isso. Game of Thrones fez isso. Essas séries jamais voltam para a nebulosidade filosófica de seus mundos, recusando a fornecer um decente final feliz, se isso não parecer correto. Com “Blood Must Have Blood: Part Two,” The 100 fez a mesma coisa, apresentando um final que não foge dos complexos morais do qual passou construindo por toda a 2ª temporada.”

"<br

Ele também acabou deixando escapar algumas verdades sobre o que faz a série ser tão boa. Desde um contexto feminista…

“O que eu mais gosto em The 100 é a forte inclinação feminina. Sem pregações, apenas história.”

…até o fato de que The 100 é tudo, menos ingênuo.

“O triste (porém, verdadeiro) mantra que é repetido várias vezes em The 100: ‘Não existem mocinhos.'”

Se você ainda não ficou viciado em The 100, veja o trailer acima. The 100 é situado 97 anos após uma guerra nuclear ter dizimado à Terra. Aqueles que estavam vivendo em uma das 12 Estações espaciais da Terra no momento desse conflito acabaram sendo os únicos sobreviventes, juntando forças para formar uma única estação chamada Arca. A justiça na Arca é extremamente rigorosa e qualquer crime pode fazer um adulto ser condenado à morte, enquanto muitos adolescentes são presos.

Mas os prisioneiros recebem uma segunda chance de ter uma vida melhor, no centésimo dia eles são enviados para Terra, a fim de determinar se o resto da humanidade não corre nenhum risco ao descer também. Não sendo nenhuma novidade, a floresta onde eles aterrizam está longe de estar vazia e o grupo acaba tendo de enfrentar batalhas tanto vindo do desconhecido quanto dentro do seu próprio elo de amizades.

© Tradução: Andressa Montagna – Equipe The 100 Brasil – Não reproduza sem os créditos