Jason Rothenberg fala sobre a atitude de ódio de Finn, a nova abertura e mais!

Jason Rothenberg fala sobre a atitude de ódio de Finn, a nova abertura e mais!

Nós falamos com o produtor executivo da série, Jason Rothenberg, sobre o estado atual de vários personagens da série, a nova abertura, e sim, o “abraço Bellarke” de algumas semanas atrás.

Existe alguma possibilidade de resgate para Finn e de onde toda a raiva vem?

JASON ROTHENBERG: Sim, ele pode ser resgatado, com certeza.

A raiva veio, se você pensar sobre a viagem em que Finn tem estado… na última temporada ele foi, obviamente, quem procurou a paz e a voz da razão, até certo ponto, mas que não vão muito bem para ele, e, em seguida, ele foi levado no episódio 11, retirado pelo Grounders a ser morto no final de 11, salvo por Lincoln e então ele e Lincoln salvou Clarke e volta para o 12, ele matou um Ceifador no 12, de modo que ele matou pela primeira vez nesse episódio, e, em seguida, no 13, ele pegou uma arma durante a batalha, durante batalha do Anel de Fogo, e ficou ainda mais sangrenta.

Assim, sobre Finn. Eu já disse isso desde o início da temporada – a sua história é sobre inocência perdida. Ele é o garoto que enviamos para a guerra. Estou aqui pelas razões certas. “Mas você sabe, a guerra é o inferno e ele muda você, e ela o mudou de muitas maneiras. E nesta temporada, quando começou, ele era um prisioneiro e foi horrível, e então ele chega em casa e percebe que seus amigos se foram. Ele sabe que os 48 estão desaparecidas. Ele acha que os terras-firmes os prisionam. Eles têm Clarke, a garota que ele ama, e ele está em uma missão para encontrá-los. E, em seguida, ele encontra um cara, que lhe diz fatos, tem relógio de Clarke, e diz-lhes onde encontrar Clarke e ele mata o cara. Então, nós estamos começando a vê-lo perdendo o controle. Ele está ficando mais obscuro e ele continua. Ele veio para aquela vila no episódio 5 e ele encontra suas roupas agora. Quando Monte Weather levou essas crianças no final de temporada, despiram-los, porque eles não poderiam trazer esse material encharcado de radiação para o Monte Weather, como o Presidente Dante disse no Episode 1. Os terras-firmes são catadores e de fato encontrou essas coisas. Quando Finn chega à aldeia e encontra, o que ele deveria pensar? É claro, ele acha que estas são as pessoas que mataram a garota que ele ama e todos os seus amigos, e então ele foi um pouco maluco naquele momento. É horrível e trágico? Sim. Mas também poderia ter sido uma história diferente. Se ele estava certo, então todas as coisas que ele vem fazendo vai fazer dele um herói, certo? Se for verdade, eles foram as pessoas que mataram seus amigos ou ele resgatou-los, então ele é um herói. A tragédia é, claro, que eles não estão lá, e nós sabemos que, porque nós seguimos a história de Clarke no Monte Weather. Mas ele não tinha como saber isso.

Então, agora que ela testemunha essa coisa, Clarke será capaz de conciliar isso? Será que ela vai ser capaz de aceitar que ele estava tentando fazer essa coisa para encontrar e salvar ela e seus amigos? Eu acho que ela provavelmente irá. E eu acho que, para Finn, ele terá um acerto de contas, pessoalmente. Ele vai ter que lidar com o fato de que ele fez isso. Que ele estava errado e que todas essas pessoas não têm que morrer, e que vai ser difícil. Mas, eu acho que ele provavelmente será capaz de trabalhar com ele mesmo e ela provavelmente vai o ajudar.

Esta não é uma pergunta sobre spoilers, mas você pode falar sobre a abertura da 2ª temporada de The 100?

Eu realmente pressionei duro para conseguir aquilo. Tanto o estúdio e o canal foram realmente muito favoráveis e abertos à idéia. Fiquei surpreso, porque nós estamos queimando 30 segundos de tempo no ar, mas eu acho que qualquer bom e épica série de ficção-ciêntifica deve ter uma abertura épica. Para mim, a idéia foi expandir o universo, mostrar uma visão do mundo que não tenha visto antes. Nossos compositores são Marc Dauer, Liz Phair, e Evan Frankfort e eles criaram a música. E, francamente, o fato de que é apenas 30 segundos, para mim, é incrível, porque eu adoro abertura, mas quando você assisti á esses programas de TV á cabo que têm um minuto, você avança rápido, vamos ser honesto. Mas os 30 segundos, eu acho, é de fácil digestão.

Às vezes, quando estávamos pensando nisso, eu queria que tivéssemos mais tempo, porque havia muitas mais coisas que queríamos fazer, mas a arte de fazer-lo em 30 segundos é como um haiku. É uma arte em si e por si, e eles fizeram um trabalho muito bom em We Are Royale.

Poderíamos conseguir a música da abertura no iTunes, ou qualquer coisa assim?

Eu não faço ideia. Eu suponho… nossos compositores estão fazendo um trabalho tão incrível que esse material deve estar disponível em algum lugar, em algum momento, mas o que eu sei agora, não está.

O abraço entre Bellamy e Clarke quando eles se reencontraram, é que um sinal de que seu relacionamento pode acontecer?

Eles são companheiros de armas e até ela falou com a mãe no início do Episódio 5, Clarke pensou que eles estavam mortos. Ela pensou Bellamy e Finn estavam mortos, quando ela fechou a porta da nave no Episódio 13, e assim, vendo-o agora, houve um momento incrivelmente emocional para ela. Ela ficou muito feliz.

Se Finn estava lá, o abraço teria sido igualmente muito feliz e provavelmente teria sido um beijo, também. Porque ela ama Finn. Isso é uma verdadeira relação. Agora, sobre Bellamy e Clarke, eles estão em evolução. Eles estão reconhecendo a importância de cada um deles é para o outro e para a causa global de sobrevivência, e que na história ela é como ela fosse a princesa e ele é o cavaleiro, e é assim o tipo de olhar para ele. Eventualmente, você ama sua princesa e você vai fazer qualquer coisa para ela. É uma coisa romântica? Não necessariamente, mas, talvez ainda mais nobre e importante.

Abby está tão dura como Kane, quando ela precisou ser?

Abby tem provado que ela faz o que ela quer fazer para conseguir o que quer e o quê ela precisa. De muitas maneiras, Abby é o centro moral da série. Kane, na primeira temporada, diria “Eu vou fazer o que for preciso para a raça humana para sobreviver”, e ela diz: “Eu vou fazer o que for preciso para ter certeza de que nós merecemos permanecer vivos.” Esse é o tipo de coisa que ela têm sido o tempo todo.

Você tem outras palavras para dizer aos fãs que estão lendo isso?

Continue assistindo. A temporada se torna maior e maior e maior. É quase ridículo. Estamos agora indo para o final. O final de temporada é o episódio 16. É o que chamamos de “no quadro”. Eu estou escrevendo isso e é tão grande que é difícil para mim imaginar ser capaz de retirá-la. Mas eu me senti assim na temporada passada sobre episódio 13 e fizemos, então eu sei que nós vamos fazê-lo. É apenas uma série épico e que realmente merece um final épico, e eu sinto que esta temporada, temos expandindo e expandindo a série e acho que nós vamos surpreender as pessoas novamente no final da temporada.

© Tradução: Matheus Ferreira – Equipe The 100 Brasil – Não reproduza sem os créditos.